segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Ora Bolas!!!



Eu já...
Já mordi meus lábios pra parecerem pequenos.
Já espremi meus peitos pra parecerem pequenos.
já me abaixei, me restringi, me diminui, me reduzi em muitos aspectos pra não empanar o brilho de tantos.
Ou  porque a vaidade do outro assim exigia, ou porque eu não me encaixava nos padrões.
Pra não ser vista, percebida, perseguida me anulei.
Já me esgueirei por vielas escuras para acompanhar gente de segunda.
Me xinguei, me maldisse, me encurralei, me ocultei, me escondi e chorei.
Como eu chorei!!!
Ah! Quanto eu chorei.
Por maus tratos, antipatias, olhares de desprezo, por ser excluída...
Cansei!
Um dia entendi que sou composta de inadequações e habilidades.
De força e fragilidades.
De sombra e luz.
Que tenho enfim o meu tamanho.
Hoje me chancelo! Me valido! Me aplaudo! Me aprecio! Me perdoo!
..e agora, que não mais me curvo...
Aqueles por quem eu me sacrifiquei, me encolhi, me anulei, me atropelei para que passassem
desfilando em seus medíocres carros alegóricos...
Eles...
Me chamam de arrogante
Ora bolas!
Vão lamber sabão!

4 comentários: